Treinamento e desenvolvimento são estratégias que vão muito além de formar ou reciclar as habilidades dos colaboradores. Estas são atribuições do setor de Gente e Gestão que afetam a motivação e o desempenho do seu time.

Afinal, quando os colaboradores percebem que a empresa está preocupada com a sua formação, a tendência é que o trabalho seja executado com mais foco e produtividade. E como esse assunto é de extrema importância, resolvemos trazer este conteúdo.

Assim, mostraremos as diferenças entre treinamento e desenvolvimento e como funciona a implementação desses conceitos em um negócio. Continue lendo!

Quais as diferenças entre treinamento e desenvolvimento?

Apesar de ambos os conceitos de treinamento e desenvolvimento caminharem de mãos dadas, contribuindo para potencializar as competências de cada colaborador, existem algumas diferenças pontuais entre eles.

Assim, quando tratamos dos treinamentos, nos referimos às práticas de curto prazo que têm o objetivo de qualificar o colaborador em algumas tarefas específicas que devem ser executadas no dia a dia.

No entanto, o desenvolvimento tem o foco no longo prazo. Ou seja, ele foca em desenvolver novas competências, melhorando e impulsionando o desempenho de sua equipe.

Como implementar o treinamento e desenvolvimento em sua empresa?

Entendidos os conceitos, reunimos 3 passos para implementar o treinamento e desenvolvimento no seu negócio. Continue lendo!

1. Diagnóstico

O diagnóstico é o momento de entender a necessidade da sua equipe e da própria empresa. Oferecer treinamentos e formações que não agregam no trabalho dos funcionários pode trazer um resultado pequeno. Por isso, é importante que você tenha um foco em cada ação planejada.

Tenha em mente que eventos de formação, treinamento e desenvolvimento devem ser estratégicos. Em outras palavras, eles precisam trazer resultados positivos para a equipe, de modo geral. Assim, beneficiando a empresa. Para isso, é possível usar avaliação de desempenho, mapeamento de competências e pesquisa de clima organizacional.

2. Planejamento

Após entender as necessidades específicas da sua equipe e do seu negócio, você terá em mãos algumas ideias do que pode ser oferecido aos colaboradores. Sendo assim, esse é o momento ideal para fazer o planejamento dos treinamentos.

Tudo dependerá do perfil do seu time e da própria empresa. Contudo, as opções são muito amplas. Você pode oferecer cursos, workshops, treinamentos, palestras, entre outros recursos.

3. Execução e avaliação

Depois de planejado, é preciso colocar tudo em prática. O interessante é que você elabore diversos eventos e crie um cronograma de implementação de cada um deles. Após a finalização de cada curso ou treinamento, avalie os resultados através de pesquisas, indicadores de satisfação e retorno sobre o investimento.

Ao ter informações precisas em suas mãos, você saberá quais modificações devem ser feitas nos processos de treinamento. Assim, contribuindo para que a sua equipe se desenvolva mais e melhor com o passar do tempo.

Por fim, é fundamental entender que por mais preparado e desenvolvido que um profissional seja, o treinamento e desenvolvimento sempre devem existir. É por meio dessas ferramentas que você garantirá resultados melhores em sua equipe, mantendo-a sempre atenta às inovações e novidades em cada uma das áreas de atuação.

Para garantir que esses processos funcionem de modo adequado é importante contar com a ajuda de quem entende do assunto. Portanto, entre em contato conosco e veja como o grupoprestarh pode ajudar a sua empresa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima